Blog da Redação do UOL Entretenimento

Jimmy Kimmel transforma trailer de ‘Star Wars’ em comédia romântica
Comentários Comente

UOL Entretenimento

O apresentador de TV e humorista Jimmy Kimmel divulgou nesta terça-feira (24) a versão ''comédia romântica'' do trailer do novo ''Star Wars''.

No vídeo, Kimmel disse que a continuação de ''Star Wars'' talvez seja a sequência mais aguardada desde o Novo Testamento. '''Star Wars' é para todas as idades'', afirmou.

O trailer modificado conta com uma voz característica do narrador de comédias românticas americanas e é repleto de clichês, como mocinhas em perigo sempre se metendo em enrascadas. O vídeo ainda faz trocadilho com termos específicos de ''Star Wars'' ao dizer que ''a maior 'Força' de todas é o amor'' e, por fim, batiza a nova versão de ''A Culpa é da Guerra nas Estrelas''.

Assista ao vídeo abaixo em inglês:

Star Wars como uma Comédia Romântica (Star Wars as a Romantic Comedy)


Vlogger Jout Jout lança funk e discute se o nome é biscoito ou bolacha
Comentários Comente

UOL Entretenimento

joutjout2

Depois de fazer sucesso com o ''Funk do Cajado'', a vlogger JoutJout lançou um novo vídeo. Desta vez, ela brinca com a eterna discussão entre paulistas e cariocas se é o nome correto é biscoito ou bolacha.

Toda semana, a jovem pede sugestões para os seus seguidores de temas para falar no vlog. E toda semana pedem para ela falar sobre a maior discussão do Brasil: ''biscoito versus bolacha''.

A música foi incluída em um EP digital batizado de ''Uns Funks Aí'' que sai com as duas faixas: ''Biscoito'' e ''Funk do Cajado''.

Confira o resultado aqui.

joujout


Astros de “De volta para o Futuro” discutem previsões feitas em 89
Comentários Comente

UOL Entretenimento

Michael J. Fox revê Christopher Lloyd em vídeo sobre 'De volta para o futuro'

Michael J. Fox reencontra Christopher Lloyd em vídeo sobre 'De volta para o futuro'

Michael J. Fox e Christopher Lloyd, atores da trilogia ''De Volta para o Futuro'', que completa 30 anos no dia 21 de outubro, participam de um novo comercial de TV em que discutem as previsões feitas em 1989 pela parte 2 da produção.  Assista ao comercial aqui.

A popularização dos filmes em 3D e a tecnologia por digitais foram acertos da produção, mas tênis com auto-ajuste ainda não. Skates que planam por aí? Ainda podemos chegar lá.

''Você acredita que dissemos que as máquinas de faz ainda estariam por aí?'', questiona Fox. ''Eu tenho uma máquina de fax'', responde Lloyd. ''Para quem você manda fax'', pergunta Fox incrédulo. ''Eu mando fax para as pessoas que eu mando fax''.

Comemoração dos 30 anos

Por causa dessa celebração, a Universal Studios lançou um teaser de ''Doc Brown Saves The World'', o novo curta metragem protagonizado pelo mesmo cientista maluco (Christopher Lloyd) que estará incluído na nova edição do DVD/Blu-ray que o estúdio lançará para comemorar o aniversário.

Além do curta, um concerto também será realizado no famoso Radio Music Hall de Nova York. Entre as presenças confirmadas estão Christopher Lloyd e James Tolkan, que fez o papel do diretor Mr. Strickland na série de filmes dirigidos por Robert Zemeckis.


Gaby Amarantos canta Amy Winehouse e Smiths na Virada Cultural
Comentários 1

UOL Entretenimento

Parte da programação do Festival Cultura Inglesa, que neste ano entrou na programação da Virada Cultural de São Paulo, a paraense Gaby Amarantos colocou canções internacionais em seu repertório. Teve músicas de Freddie Mercury, Amy Winehouse, Adele, Spice Girls e até dos Smiths, banda de Johnny Marr, que encerrará o evento no Memorial da América Latina.

''É a primeira vez que me arrisco a cantar em inglês e tive uma resposta muito boa das pessoas que viram o show. É um público diferente do que geralmente me curte'', ela contou ao UOL após sua apresentação.


Grupo leva faixa contra a redução da maioridade penal para Virada
Comentários 4

UOL Entretenimento

Depois do show engajado de Emicida, em que ele discursou contra ódio religioso, preconceito racial e a favor das mulheres, o grupo Juventude às Ruas estendeu uma imensa faixa contra a redução da maioridade penal ao lado do palco Júlio Prestes.

''A intenção era que fosse para o show do Caetano, mas que bom que combinou com o show do Emicida'', disse Guilherme Kranz, um dos participantes do movimento.

Com os dizeres, ''O Haiti é aqui'', a faixa podia ser vista por quase todo o público que esperava o show do Caetano começar. ''Queremos disputar a atenção das pessoas já que a redução da maioridade penal representa um retrocesso que afeta principalmente os jovens da periferia e os negros''.


De branco, Emicida faz protesto contra intolerância religiosa na Virada
Comentários Comente

UOL Entretenimento

Emicida subiu ao palco de branco na Virada Cultural. Foto: Francisco Cepeda/AGNews

Emicida subiu ao palco de branco na Virada Cultural. (Foto: Francisco Cepeda/AGNews)

O rapper Emicida abriu seu show no palco Julio Prestes, na Virada Cultural, com uma mensagem contra a intolerância religiosa.

Ele havia convocado o público para ir de branco ao show, mas foi atendido apenas por apenas alguns fãs.

''Não viemos de branco à toa. Viemos de branco porque uma menina tomou uma pedrada ao sair de um culto de candomblé. Nós viemos de branco porque tem gente que, para falar de jovem, fala mais de cadeia do que de escola'', disse Emicida, acompanhado pelos músicos de branco.

Antes do início do show, candomblecistas se uniram em frente à Estação da Luz, no centro de São Paulo, para uma caminhada contra o ódio religioso.

Promovido pelo grupo As Águas de São Paulo, a manifestação recebeu o apoio do rapper Emicida.

''Esse é um movimento, mas não é o único. Tem que ter manifestação toda semana'', diz Felipe Brito, um dos organizadores da manifestação. ''Iremos ao Ministério Público para o governo saber que estamos protestando contra a violência''.

Todos vestidos de branco, os manifestantes gritaram ''mais respeito'', ''menos intolerância religiosa'' e ''viva a liberdade'' durante a passeata.

Na semana passada, uma menina de 11 anos foi ferida com uma pedra na cabeça enquanto deixava um culto de candomblé no Rio de Janeiro.

Caminhada contra intolerância religiosa


Famílias trocam Viradinha por show do Nando Reis
Comentários Comente

UOL Entretenimento

Juliana Inacio Santos levou o filho Pedro, de 10 meses, para ver Nando Reis (Foto: Mariane Zendron/UOL)

Juliana Inacio Santos levou o filho Pedro, de 10 meses, para ver Nando Reis (Foto: Mariane Zendron/UOL)

Muitas famílias trocaram a Viradinha — programação infantil da Virada Cultural 2015 — pelo show de Nando Reis e seus sucessos: ''Marvin'', ''Relicário'', ''Sebastião''.

Juliana Inacio Santos trouxe o filho Pedro, de apenas 10 meses, só para o show do Nando. ''Depois vamos embora porque não me sinto segura de andar por aí sozinha com ele''.

Entre os pequenos, o mais animado era Augusto Brito, de apenas 5 anos. Segundo seu pai, Thiago Augusto de Brito, Augusto é ''fissurado por rock e adora canta Psycho Killer'', hit da banda Talking Heads.

No palco, cantando para um multidão que não recuou ao sol forte, Nando Reis disse que achou estranho ter sido convidado só neste ano para a Virada Cultural. ''Sou paulistano e nunca tinha sido convidado. E eles me chamaram em cima da hora, mas estou aqui e vou dar o meu melhor''.

Nando ainda contou ao público a história da música ''Por Onde Andei'', que compôs depois de sofrer um assalto na noite paulistana. ''Depois de levar meu carro, o filho da p… ameaçou me matar, mas não fez nada. Só brincou com o revólver. Ameaçar é pior do que fazer. O Brasil virou isso, esse lugar de quem toca o terror. Não podemos aceitar isso''.

Confira a cobertura completa da Virada Cultural 2015

Mariane Zendron


Com Vanusa doente, Martinha faz bailão da “velha guarda” no palco São João
Comentários 2

UOL Entretenimento

Martinha se apresenta no palco São João durante a Virada Cultural

Martinha se apresenta no palco São João durante a Virada Cultural

O palco São João da Virada Cultural agitou a geração dos 1960 com hits da Jovem Guarda. Com baixa movimentação no centro, no início da tarde deste domingo (21), fãs reviveram os hits dos anos 60 na voz de Martinha. Anunciada para dividir o palco com a cantora, Vanusa ficou doente e não compareceu.

De vestido preto curto, Martinha se encarregou dos sucessos ''Estúpido Cupido'' e ''Devolva-me'' para embalar os mais velhos – que eram a esmagadora maioria no palco. Valdemir Marcelo, 53, estava animado com a possibilidade de assistir pela primeira vez ao grupo Golden Boys. ''De resto, eu já assisti a todos naquela época''. Ao som de Martinha, ele cantava e batia o pé ensaiando uns passos. ''Não dá'', disse, rindo. ''Tem a osteoporose''.

Kátia de Souza, 61, e Luis Donizete, 57, foram ao show de Erasmo Carlos na Virada

Kátia de Souza, 61, e Luis Donizete, 57, foram curtir o show de Erasmo Carlos na Virada Cultural de 2015

A idade chegou, mas a animação não desapareceu no casal Kátia de Souza, 61, e Luis Donizete, 57. Animados, com os braços pro alto e cantando cada estrofe de ''Pobre Menina''. Os filhos, da faixa dos 20 e 30 anos, público majoritário da Virada, na noite de sábado, foram viajar para outra cidade e o casal aproveitou o domingo de sol para assistir ao show de Erasmo Carlos, às 10h. ''A Jovem Guarda está muito viva. Nunca me esqueci daquela época'', observa Kátia. Luis pondera: ''A voz deles podem ter ido embora, é normal, mas o que vale é a animação''

Confira a cobertura completa da Virada Cultural 2015

Tiago Dias


Fábio Jr. recita poema de Cléo Pires durante show na Virada Cultural
Comentários 10

UOL Entretenimento

Estreante na Virada Cultural, Fábio Jr. canta no palco Júlio Prestes

Estreante na Virada Cultural, Fábio Jr. canta no palco Júlio Prestes

Fábio Jr. fez a sua estreia na Virada Cultural de São Paulo na madrugada deste domingo (21). O cantor, que se apresentou no Palco Júlio Prestes, no centro da cidade, recitou um poema da filha Cléo Pires durante o show.

“Minha filhota Cléo, que é uma grande atriz, me mandou um texto e disse: ‘Pai, leia aí, e veja se isso vira uma música’. Eu tentei, mas não consegui. Então coloquei no show', explicou o cantor antes de declamar as palavras da filha para a plateia que lotava o local.

“Queria voltar para antes de mim, antes de eu ser assim. Não sei mais dizer o que eu sinto, senão parece que eu minto ao explicar, explicar e não viver. Eu queria retroceder totalmente. Desaparecer. Desdar os nós que eu dei, que foram tantos. Mas se esse for meu caminho e vendo tudo sendo desfeito, sendo destraçado. O único é ele que eu quero ver e tentar de novo'', recitou.

Antes da apresentação de Fábio Jr., Lenine e Daniela Mercury subiram ao Palco Júlio Prestes.  A 11ª Cultural, que teve início no fim da tarde deste sábado (20), continua durante a madrugada e termina às 18h de domingo. Caetano Veloso é quem faz o show de encerramento também no Palco Júlio Prestes.

Confira a cobertura completa da Virada Cultural 2015

Felipe Carvalho


Palco Princesa Isabel vira festival de rock com musical do Charlie Brown Jr
Comentários Comente

UOL Entretenimento

 

Apresentação do musical "Dias de Luta, Dias de Glória", no palco Princesa Isabel, na Virada Cultural 2015

Apresentação do musical ''Dias de Luta, Dias de Glória'', no palco Princesa Isabel, na Virada Cultural 2015

A apresentação do musical ''Dias de Luta, Dias de Glória'', que conta a história da banda santista Charlie Brown Jr., no palco Palco Princesa Isabel atraiu uma das maiores plateias da Virada Cultural, no início da noite deste domingo (21).

O público era formado principalmente por jovens e fãs do grupo, cujos fundadores Chorão e Champignon morreram em 2013,  que curtiram cada canção como se fosse a banda ao vivo.

Coreografias, uma pista de skate e o cantor DZ6, que interpreta Chorão no espetáculo, fizeram o público lembrar com nostalgia da banda. Ao final do musical, o elenco deixou o palco aos gritos de ''Charlie Brown''.
Musical sobre Chorão transforma palco Princesa Isabel em show de rock

Veja Álbum de fotos

Acompanhe a cobertura complea da Virada Cultural 2015

Felipe Branco Cruz